terça-feira, 28 de setembro de 2010

PC já lê pensamento!!!

Em Portugal já há quem controle o PC com o pensamento (Vídeo)
Visitámos a Anditec, e descobrimos a tecnologia Brainfingers, que permite controlar um computador apenas e só através de sinais obtidos junto do cérebro humano

video

A solução inicialmente desenhada para fins lúdicos por um ex-cientista da NASA revelou-se, nos últimos tempos, numa alternativa válida para utilizadores com deficiências motoras, que impedem o uso do rato e do teclado.
Neste vídeo, pode ver como funciona esta tecnologia que tem vindo a ser comercializada em Portugal pela Anditec.
Pode descobrir mais detalhes sobre esta solução nos links que remetem para um artigo publicado na Exame Informática 180.

aeiou.exameinformatica.pt

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

domingo, 26 de setembro de 2010

Reflexão com Mercedes Sosa, Beth Carvalho e Gandhi

MENSAGEM

Mahatma Gandhi
Se eu pudesse deixar algum presente a vocês, deixaria acesso ao sentimento de amor a vida dos seres humanos, e consciencia de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora. Lembraria dos erros cometidos para que não mais se repetissem. A capacidade de escolher novos rumos. Deixaria para vocês, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável. Além do pão e do trabalho, além do trabalho e da ação, e quando tudo mais faltasse, um segredo: o de buscar o interior de si mesmo, a resposta é a força para encontrar a saída. Mahatma Gandhi.
Mahatma Gandhi

PENSAR E AGIR!!PARA UM MUNDO MELHOR!


Saibamos e treinemos nossos pensamentos ,as nossas falas, saibamos canalizar nossas energias e tudo conseguiremos!
Muitos não falam muito, mas agem bastante. Pois refletem mais e possuem soluções.
Enquanto muitos se encontram à mesa das discussões ,para a tomada de decisões, elas já se encontram a postos, agindo...
Não importa como você seja ,privado de um dos sentidos compensando o que há melhorem ti o importante a sua AÇÃO, na busca de um mundo melhor para todos!

sábado, 25 de setembro de 2010

O Som do Silencio

As Canções dos Miudos - É bom ser diferente

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Confira em Curitiba "Dia da Cidadania"-parque Barigui

Você quer conhecer essa reportagem como funciona SECRETARIA DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA ?

Então acesse http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/dia-da-cidadania-para-pessoa-com-deficiencia-neste-sabado-no-barigui/20621 e conheça muito mais o que buscar!

Dia da Cidadania para pessoa com deficiência neste sábado, no Barigui


Tudo especial, gratuito e num só dia. Será o Dia da Cidadania Especial, neste sábado (25), das 9h às 17h, no Centro de Treinamento do Parque Barigui, com uma série de serviços para pessoas com deficiência. A promoção é da Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência.
O prefeito Luciano Ducci fará a abertura oficial do evento, às 10h. Estarão presentes o secretário especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba, Irajá Brito, e o presidente da Fundação de Ação Social, Leandro Meller. Os organizadores esperam 2 mil pessoas nas atividades, entre pessoas com deficiência, familiares e amigos.
O Dia da Cidadania Especial é um programa gerenciado pela Fundação de Ação Social (FAS), por meio do programa Amigo Curitibano, com a participação da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e secretarias municipais.
“O projeto é uma forma de facilitar os caminhos da inclusão, integração e equiparação social da pessoa com deficiência e de suas famílias, garantindo seus direitos e o exercício da cidadania”, diz o prefeito Luciano Ducci.
Na programação do Dia da Cidadania Especial, exames de pressão arterial, glicemia, colesterol, oftalmológicos, auditivos e avaliação postural; orientação para fazer a carteira de trabalho e outros documentos de identificação; os núcleos de práticas jurídicas da Unibrasil e UFPR oferecerão orientações jurídicas sobre tutela, curatela, interdição, direito previdenciário, trabalhista, família, cível e criminal; orientações sobre isenções tributárias para a compra de automóveis adaptados; corte de cabelo, maquiagem, massagem terapêutica.
Também fazem parte da programação oficinas de pintura e de artesanato; teatro de fantoches; música; dança adaptada; atividades esportivas e brinquedos infláveis. Terá até desfile de moda, a partir das 15h.
São parceiros do Dia da Cidadania as secretarias municipais da Educação, do Esporte e Lazer, da Saúde, Guarda Municipal, Ministério Público do Paraná, a Justiça Federal, Rotary/Rotaracty Rebouças, Universidades Tuiuti, Federal e Unibrasil, Copel entre outras instituições ligadas aos direitos da pessoa com deficiência.
Serviço
Dia da Cidadania EspecialSábado, 25 de setembro, das 9h às 17h.Parque Barigui, Centro de Treinamento.
CONFIRA OS SERVIÇOS
- exames de pressão arterial, glicemia, colesterol, oftalmológicos, auditivos e avaliação postural;- orientação para fazer a carteira de trabalho e outros documentos de identificação;- os núcleos de práticas jurídicas da Unibrasil e UFPR oferecerão orientações jurídicas sobre tutela, curatela, interdição, direito previdenciário, trabalhista, família, cível e criminal;- orientações sobre isenções tributárias para a compra de automóveis adaptados;- corte de cabelo, maquiagem, massagem terapêutica;- oficinas de pintura e de artesanato; teatro de fantoches; música; dança adaptada;- atividades esportivas e brinquedos infláveis;- desfile de moda, a partir das 15h.









quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Inclusão da pessoa com deficiência


Refletir sobre as demandas das pessoas com necessidades especiais é meta da Semana Nacional de Luta

Sobral. O Município está em plena atividade para marcar as comemorações da Semana Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. A data foi comemorada em todo o País ontem. Várias atividades estão programadas, entre elas o 2º Seminário de Inclusão da Pessoa com Deficiência do Município de Sobral - Políticas Públicas, realizado também ontem no Centro de Convenções. Neste ano, o tema foi "Deficiente, porém eficiente". Até o próximo sábado uma vasta programação acontece.

A agenda foi elaborada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio da Secretaria da Saúde e Ação Social e do Serviço de Apoio ao Cidadão Sobralense (SACS), Gabinete da Primeira Dama, Lily Cristino, e Secretarias Municipais.

Reabilitação

Na cidade, um dos equipamentos que se tornou importante na vida das pessoas é o Centro de Reabilitação Física que completa seis meses de atividades. De acordo com o coordenador, Flávio Ximenes, o local oferece gratuitamente à população serviços como fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, enfermagem, além de atendimentos social e médico. "Hoje, nós estamos atendendo em média 250 pessoas por dia. Já conseguimos ampliar o serviço para mais quatro oficinas terapêuticas", disse.

Ao Centro recorre, entre outras pessoas, vítimas de acidentes de trânsito. É o caso da costureira Ana Cláudia Fernandes, que há cerca de dois meses sofreu uma queda de bicicleta.

A partir deste mês, as mulheres que passaram por mastectomia (cirurgia de remoção completa da mama, um dos tipos de tratamento cirúrgico para o câncer de mama) começaram a receber um tratamento diferenciado através de exercícios corporais que promovem o relaxamento físico e mental, além da reabilitação do membro superior afetado pelo procedimento.

Além dos exercícios físicos, uma equipe multiprofissional oferece atividades que favorecem uma melhoria da saúde mental com a finalidade de diminuir o máximo possível, e de forma significante, as crises de depressão e de angústia, decorrentes da mastectomia. O programa é conduzido pela fisioterapeuta Ana Eugênia Linhares, pela psicóloga Carolina Mont´Alverne e pela assistente social, Paula Lima.

Hoje, a partir das 19h no Teatro São João, a programação alusiva a Semana Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência realiza o Festival de Talentos da Pessoa com deficiência. A programação conta, ainda, com palestras e gincanas, caminhadas, atividades educativas, culturais e de lazer nos territórios de atuação dos profissionais do NASF e da Residência Multiprofissional em Saúde da Família, além de ações de promoção em saúde realizadas pela Prefeitura de Sobral, com a entrega de prótese e órtese pelo SACS e de prótese auditiva pelo Serviço de Saúde Auditiva do Município. Durante o dia acontece Festival Paraolímpico de Sobral, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Instituído por meio da Lei nº 11.133/2005, através de ação do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (Conade), no dia 21 de setembro comemora-se o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. A data representa a possibilidade de reflexão de todos os setores da sociedade sobre o tema.

Embora as grandes cidades já estejam se adaptando para garantir a acessibilidade a pessoas com necessidades especiais, ainda há muito que fazer nos Municípios. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 15% da população brasileira possui algum tipo de deficiência.

MAIS INFORMAÇÕES:
Centro de Reabilitação Física
Rua Anihid Andrade, S/N
Centro, Sobral (CE)
(88) 3611.3770

Wilson Gomes
Colaborador

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Casa do futuro tem espelho que ajuda a escolher roupas

Fantástico/Globo



Computadores disfarçados de eletrodomésticos podem tomar conta da sua casa.

Você já imaginou que num simples toque, você pudesse mudar a decoração da sua sala ou do seu quarto? Assim, olha.

Pesquisadores do mundo inteiro já estão criando, agora, os eletrodomésticos que vão bombar... Em 2050!

Pepare-se! Muito em breve, computadores disfarçados de eletrodomésticos podem tomar conta da sua casa. Mas em vez de quebrar a cabeça para interagir com eles, saltaremos barreiras, chutaremos obstáculos, seremos como maestros...

"A gente não tem que aprender comandos do computador nem apertar botões. Você simplesmente fala e o computador tenta entender a partir da nossa linguagem natural e trazer para você as informações que você precisa", explica o chefe de pesquisa, Henrique Malvar.

E nesse novo mundo,um computador dentro do espelho pode ter a cara de pau de dizer que a roupa que você escolheu está completamente fora de moda.

Na casa onde Laura mora hoje, os espelhos fazem o mesmo de sempre: ficam só refletindo, tímidos. Mas no futuro, eles virão cheios de personalidade!

Laura chega. O espelho acorda. Depois reconhece a blusa que ela escolheu. E vejam que ousadia: dá palpite…

"O espelho escolheu umas calças, umas opções de calça para eu usar. Tipo: eu posso usar essa calça, ou se eu não gostar eu posso usar essa outra calça, que combina com a blusa", diz Laura.

"Você gostou da escolha do espelho?", pergunta o repórter.

"Não.... Nessa roupa aqui não", confessa Laura.

Não tem problema. Câmeras, sensores e computadores por toda a casa vão aprender exatamente o que Laura quer.

No futuro, os móveis conversam com os objetos da casa. Uma lembrancinha posta em cima de um móvel traz lembranças e fotografias da sua última viagem.

A gente levou uma família brasileira para conhecer a casa do futuro. Mas antes de conhecer os detalhes fomos conhecer a casa da família da Laura.

Cristina estava na cozinha.

Pedro tinha que estudar.

E quando terminou, que monotonia!

Sentado no chão, preso ao controle, num universo distante da irmã.

Será que na casa do futuro ficaremos mais próximos?

A brincadeira na mesa computadorizada, não foi nada perto da partida de futebol na sala de estar!

"Vamos chegar num mundo em que o pessoal vai olhar para teclados, controles e vai achar tudo arcáico. Vão dizer: 'que coisa mais troglodita interagir com máquinas desse jeito'", acredita Alex Kipman, inventor do sistema.

Henrique Maival chefia 800 pesquisadores nos Estados Unidos. E criou o porteiro da casa do futuro.

O primeiro teste mostra uma recepcionista descobrindo quem são e o que querem os visitantes. Ela transforma tudo em informação digital. Capta tantas informações que vai ser capaz de levantar a ficha criminal de quem se aproxima… e até chamar a polícia!

Tomar decisões, aliás, será uma obrigação do eletrodoméstico.

"O eletrodoméstico vai ser inteligente. A geladeira vai ter tanta certeza que está faltando aquilo que já manda logo um e-mail para o supermercado dizendo: ‘manda ai duas garrafas de leite’", profetiza Henrique Malvar.

A dona de casa Cristina Miola ficou impressionada ao descobrir que a geladeira vai avisar quando estiver faltando comida. E não é só isso. Se tudo der certo, a cozinha vai dizer também se, por acaso, Cristina estiver usando farinha, em vez de açúcar.

"Através do código de barras dele, quando a gente põe aqui, ele vai saber que é farinha", diz ela.

No quarto, Laura descobriu que pode ligar o som ou mudar o papel de parede apenas com os gestos. E, em vez de jantar do jeito de sempre, na mesa do futuro, a família pode brincar com aviõezinhos virtuais, já pensando em outras aplicações.

"Eu acho que pode mandar mensagem secreta. Tipo: para quem está lá na outra ponta", diverte-se Laura.

Mas como vai ser, por exemplo, a cozinha daqui a 30 ou 40 anos?

Pesquisadores do mundo inteiro participam de um concurso para inventar os eletrodomésticos de 2050.

Na cozinha: refrigerador, fogão e ar-condicionado numa única estante na parede. Esqueça a bagunça da roupa suja, porque o armário é que vai lavar a roupa.

A geladeira desse futuro distante não tem portas, gavetas nem prateleiras. Ondas ultrasônicas lavam a louça e transformam restos de comida em fertilizante.

E se você tiver fome, não esquente a cabeça, use capacete! O equipamento sonhado pelos projetistas vai ler seus pensamentos, mandar a ordem para uma cozinha qualquer e seu desejo será atendido em poucos minutos.

E já que os nossos desejos serão ordens... Máquinas, nos levem ao futuro, por favor!

Para ver o video, clica no titulo!!!!!!!

domingo, 19 de setembro de 2010

Felizes por viver cada dia o seu dia!Blogando,mas ainda se encantando!

Oba!Já estamos há um ano blogando!!

Tudo começou devagar,se mondando ,caracterizando com tema,a logo marca,e assim vieram os seguidores hoje em torno de 40 .Não importa quantos, mas deixam por aqui suas emoções,opiniões e dicas.

E VAMOS APRENDENDO NO UNIVERSO INCLUSÃO!Tão bom quanto dar aulas,blogar significa ganhar amigos,conhecimento,encantar-se,pois sempre é como uma jazida nas montanhas das letras,sites,revistas,jornais,ongs,enfim aqui se vê como há gente trabalhando interessada por um mundo melhor!Requer tempo,dedicação,responsabilidade,ter metas e cada vez que vemos uma mensagem ou podemos transmitir um recado em outro blog é a sensção de ser útil de alguma forma.

Felizes somos por essa conquista!Fica aqui o meu agradecimento e a oportunidade do meu aluno Matheus Kreling por oportunizar essa experiencia maravilhosa ao criar esse blog,dedicar suas horas nem sempre de maneira confortável mas sua determinação é maior que o seu estado físico.

E a todos os seguidores,visitantes,simpatizantes,professores.amigos que tiveram o privelegio de conhecer esse UNIVERSO juntamente conosco ,um abraço fraterno ,com conquistas coletivas para a INCLUSÃO que estamos inseridos.Sintam-se felizes quanto nós!
Uso pedagógico do blog – o EdublogPor profjc


Um blog de adolecente criado em 2004
“Algumas coisas que um novato na blogosfera precisa saber sobre a criação e manutenção de blogs de uma forma geral e, em especial, sobre os edublogs”.
Há cinco anos atrás eu escrevi um artigo intitulado “Blogs, Flogs e a inclusão websocial”. Na época o foco do artigo consistia em mostrar que estava nascendo uma forma de inclusão social na web, a que eu chamei de “inclusão websocial”, onde usuários sem conhecimentos da linguagem HTML e de outras linguagens de criação de páginas para a web podiam começar a criar seus “sites” e assim conquistar seu espaço de autoria na web por meio dos blogs, dos flogs e de outras ferramentas que então estavam despontando na rede (inclusive o Orkut).

Naquela época os blogs eram vistos por muitos professores como “coisa de adolescente”, pois os blogs nasceram com a inspiração de serem “diários digitais” e, além disso, a maioria dos blogs brasileiros tinha mesmo o formato de diário de adolescente, pois eram blogs criados por adolescentes e que tinham como público alvo outros adolescentes.

O fato é que os adolescentes saíram na frente e criaram seus blogs, tornam-se autores e ocuparam seu espaço na web, enquanto os professores, em sua maioria, ainda discutiam se valia ou não a pena usar novas tecnologias na educação.

Um blog de matemática

O tempo passou. Cinco anos, na história da web, é um tempo imenso! De 2004 para cá os blogs brasileiros caíram também no gosto de muitos “adultos”. Jornalistas, profissionais liberais, donas de casa e (vejam só!) até mesmo professores começaram a ocupar cada vez mais a blogosfera.

Hoje em dia eu creio que seja bobagem discutir a utilidade das TICs na educação, ou explicar o que é um blog, mas talvez ainda seja tempo de falar um pouco sobre o uso pedagógico dos blogs, principalmente tendo em vista que a cada dia mais e mais professores ingressam nesse incrível mundo da publicação e da autoria.

Apesar de sua origem com formato e pretensão de “diário”, o blog é, na verdade, um site. Ter um blog ou ter um site é a mesma coisa se o objetivo for possuir um endereço na Internet onde se possam publicar materiais diversos. A única diferença é que um “site”, no sentido original do termo, é um espaço que requer a criação não apenas de conteúdo, mas também de layouts, programações em HTML, CSS, javascript, PHP, SQL e outras linguagens usadas na net.

O blog, no entanto, oferece toda essa programação, o layout, as ferramentas de divulgação e até mesmo seu “endereço na web” prontos, de forma que aos seus donos cabe apenas prover o conteúdo. E é aí que está o “X” da questão!

Para que um blog sobreviva na blogosfera e cumpra seu papel como espaço de publicação e autoria, ele precisa ter pelo menos 4 requisitos básicos:
Possuir um objetivo claro
Visar um público específico
Possuir conteúdo útil para o público visado
Ser atualizado frequentemente

(...)

Um blog com fins pedagógicos, um edublog, é um blog destinado a algum propósito educacional. Então, o primeiro passo a ser dado é definir o objetivo do seu blog. Você pode dar esse passo respondendo à seguinte pergunta: quem vier ao meu blog poderá aprender sobre…

Esse blog aqui, por exemplo, “Professor Digital”, é um edublog que tem como objetivo fornecer reflexões, dicas, sugestões e materiais de consulta sobre o uso pedagógico das TICs. Mas eu também tenho um outro blog onde o objetivo é discutir a Educação de forma mais geral, outro onde discuto assuntos relativos à Física e, ainda, um outro onde simplesmente faço um diário de reflexões sobre minha escola. Cada um deles tem um objetivo diferente e, por isso mesmo, são blogs diferentes.

Um professor de história pode criar um blog com o objetivo de fornecer material extracurricular de história para seus alunos, ou pode querer criar um onde apresentará e discutirá situações da atualidade, ou ambos; um professor de matemática pode criar um blog para ensinar matemática, ou para contar a história da matemática e contextualizar suas aulas, etc. O assunto do blog, em si, pode variar imensamente, mas é importante entender que edublogs são blogs focados na educação.
O segundo passo consiste em definir o seu público alvo. Se você leciona para alunos do Ensino Médio, então esse pode ser seu público-alvo. Mas se quiser fazer um blog para apresentar experiências didáticas, sugestões de aulas, discutir currículo ou apresentar ferramentas auxiliares para os professores da sua área, então é claro que seu público-alvo serão os professores e não os alunos. Você pode ser “pretensioso” e querer atender esses diferentes públicos em um mesmo blog, mas você corre o risco de acabar não atendendo a nenhum deles e vê-los rejeitar o seu blog.

É melhor focar seu blog em um público-alvo bem específico e concentrar esforços aí. Se você quiser atingir diferentes públicos, crie diferentes blogs, é mais eficaz. Nesse blog aqui o meu público alvo são professores e formadores de professores interessados no uso pedagógico das TICs. Nos meus outros blogs os públicos-alvos são diferentes.

O terceiro passo é a parte que requer mais “suor”: publicar conteúdo relevante. Não é preciso que o conteúdo seja produzido por você mesmo, mas é preciso que o conteúdo seja relevante, interessante e útil para quem visitar seu blog em busca da aprendizagem que você está oferencendo. Neste blog aqui a minha opção foi a de publicar meus próprios artigos sobre o uso pedagógico das TICs, mas há centenas de excelentes blogs que reúnem diversas publicações de outros blogs, inclusive do meu, e que oferecem ao seu público um material muito mais rico do que o material que cada blog “original” oferece aos seus leitores.

Tanto criar seus próprios artigos e seu próprio conteúdo, quanto pesquisar na Internet bons artigos e materiais para então oferecê-los aos leitores do seu blog, demanda trabalho, tempo de dedicação e muita responsabilidade, pois mesmo não sendo um material assinado por você, ao torná-lo disponível no seu blog, você estará sendo co-responsável pela divulgação desse material. Para quem trabalha com Educação a responsabilidade por oferecer material de qualidade e informação confiável é um dos pressupostos básicos.

Por fim, o quarto passo talvez seja mais difícil do que o terceiro, pois implica em repetir o terceiro passo muitas vezes, já que um blog que não recebe atualizações frequentes tende a se tornar apenas um “repositório de textos mortos”. É claro que esse blog sempre receberá visitas de novos usuários, mas ele perderá seus antigos leitores por falta de conteúdo atualizado. Por outro lado, dependendo dos conteúdos que você publique no seu blog, atualizá-lo poderá não ser uma tarefa fácil. Além disso, é preciso dedicar um bom tempo para essas atualizações.

Blog da EE Paulina Rosa
Resumindo: criar um blog é fácil, criar um blog útil é um pouco mais difícil. Criar um blog útil e mantê-lo útil ao longo do tempo é ainda mais difícil e trabalhoso, mas é muito compensador se o objetivo que você escolheu estiver sendo atingido ao longo da vida do seu blog.

Os blogs são ferramentas web 2.0 disponíveis gratuitamente na rede e oferecidas por muitas empresas. Para criar seu blog você pode usar qualquer uma dessas empresas e o processo de criação dura cerca de cinco minutos e requer apenas uma meia dúzia de cliques no mouse. Veja no final do artigo alguns links de empresas que oferecem blogs e hospedagem gratuita para eles.

Alguns exemplos de uso pedagógico para blogs são listados abaixo e não esgotam nem de longe as possibilidades, mas podem ajudar os iniciantes a descobrirem alguma utilidade para o seu blog:
Blog de conteúdo curricular: muitos professores usam seus blogs para publicar os conteúdos curriculares de suas aulas e assim permitirem que seus alunos os consultem pela Internet. Com isso os alunos podem acessar textos, filmes, músicas, simulações, animações e outros materiais usados em classe ou sugeridos como materiais extras;

Blog de apoio às atividades de classe: os blogs podem servir como meios auxiliares para se “propor tarefas” ou para “receber tarefas”. Por exemplo, você pode publicar uma poesia e pedir aos seus alunos que “comentem a poesia”, como faria em sala de aula com textos impressos, a única diferença é que esses comentários ficam publicados no seu blog;

Blog de registro de projeto: você pode usar blogs para registrar o andamento de um projeto, onde além de você, os grupos de alunos que participam do projeto também podem escrever no blog (ou por meio de comentários ou diretamente, publicando textos eles mesmos sob sua supervisão). Imagine por exemplo que sua escola participe de um projeto de reciclagem, todas as atividades do projeto, desde as reuniões iniciais até o os resultados finais, podem ser documentas de forma bem rica (usando imagens, textos, filmes, depoimentos gravados, etc.) no blog;
Blog institucional da escola: uma escola pode (e realmente deve) possuir um site ou um blog (que é bem mais simples de criar e manter do que um site) onde publique as notícias, eventos, avisos, comunicados, horários, dados dos professores e da escola, etc., a fim de facilitar sua comunicação com a comunidade. Muitas escolas já possuem blogs e os utiliza como uma forma de prestar contas à comunidade e de informar melhor suas ações;
Blog de uma disciplina: como a atualização de um blog requer que seu autor (ou autores) publique novas matérias regularmente, em algumas escolas os professores de uma dada disciplina se unem e mantêm um blog para a disciplina toda. Nesse blog se podem publicar dicas para os alunos, materiais extras, datas de provas, provas resolvidas, listas de exercícios, etc., e os alunos podem compartilhar materiais de diversos professores sobre um mesmo assunto.
É claro que um único blog pode servir para várias dessas finalidades (e outras ainda), mas tenha em mente que quanto mais “confuso e desfocado” for o seu blog, mais dificilmente ele será útil ou despertará a atenção do seu público alvo.
Professores que possuem blogs afirmam que isso facilita seu trabalho, pois com o blog eles podem:
fornecer e armazenar materiais de consulta para os alunos;
criar atividades que os alunos possam acessar de suas casas e entregar via Internet;
criar “bibliotecas” de atividades e materiais que ficam disponíveis de um ano para outro, poupando espaço e recursos;
divulgar o seu trabalho e torná-lo transparente para os pais dos alunos e para a comunidade toda;
interagir com outros professores de sua área e trocar informações, links, materiais, atividades, etc.;
melhorar seu relacionamento com os alunos e fornecer a eles maior possibilidade de acesso ao professor.

Uma dica final, e bastante interessante, é criar um blog para a escola e colocar nele os links para os blogs dos professores e alunos da escola, criando assim uma forma simplifica de “Comunidade Virtual” e explorando com isso diversas novas possibilidades de interação e participação colaborativa.
Glossário online: Blog, Edublog, HTML, Comunidade Virtual
Onde criar seu blog: Blogger (br), WordPress, Blig, BLog Sapo, UOL Blog, Spaces, Blog Some.
Onde discutir sobre blogs: Lista Blogs Educativos (Yahoo)

Uso pedagógico dos blogs – os “edublogs”
“Algumas coisas que um novato na blogosfera precisa saber sobre a criação e manutenção de blogs de uma forma geral e, em especial, sobre os edublogs”.

Há cinco anos atrás eu escrevi um artigo intitulado “Blogs, Flogs e a inclusão websocial”. Na época o foco do artigo consistia em mostrar que estava nascendo uma forma de inclusão social na web, a que eu chamei de “inclusão websocial”, onde usuários sem conhecimentos da linguagem HTML e outras linguagens de criação de páginas para a web podiam começar a criar seus “sites” e, assim, conquistar seu espaço de autoria na web por meio dos blogs, dos flogs e de outras ferramentas que então estavam despontando na rede (inclusive o Orkut).

Naquela época os blogs eram vistos por muitos professores como “coisa de adolescente”, pois os blogs nasceram com a inspiração de serem “diários digitais” e, além disso, a maioria dos blogs brasileiros tinha mesmo o formato de diário de adolescente, pois eram blogs de adolescentes e tinham como público alvo outros adolescentes.

O fato é que os adolescentes saíram na frente e criaram seus blogs, tornam-se autores e ocuparam seu espaço na web, enquanto os professores, em sua maioria, ainda discutiam se valia ou não a pena usar novas tecnologias na educação e, grande parte deles, nem sequer usavam e-mail ou computadores.

O tempo passou. Cinco anos, na história da web, é um tempo imenso! De 2004 para cá os blogs brasileiros caíram também no gosto de muitos “adultos”. Jornalistas, profissionais liberais, donas de casa e (vejam só!) até mesmo professores começaram a ocupar cada vez mais a blogosfera.
Hoje em dia eu creio que seja bobagem discutir a utilidade das TICs na educação, ou explicar o que é um blog, mas talvez ainda seja tempo de falar um pouco sobre o uso pedagógico dos blogs, principalmente tendo em vista que, a cada dia, mais e mais professores ingressam nesse incrível mundo da publicação e da autoria.
Apesar de sua origem com formato e pretensão de “diário”, o blog é, na verdade, um site. Ter um blog ou ter um site é a mesma coisa se o objetivo for possuir um endereço na Internet onde se possam publicar materiais diversos. A única diferença é que um “site”, no sentido original do termo, é um espaço que requer a criação não apenas de conteúdo, mas também de layouts, programações em HTML, CSS, javascript, PHP, SQL e outras linguagens usadas na net. Porém, o blog oferece toda essa programação, o layout, as ferramentas de divulgação e até mesmo seu “endereço na web” prontos, de forma que aos seus donos cabe apenas prover o conteúdo. E é aí que está o “X” da questão!
Para que um blog sobreviva na blogosfera, e cumpra seu papel como espaço de publicação e autoria, ele precisa ter pelo menos 4 requisitos básicos:
Possuir um objetivo claro
Visar um público específico
Possuir conteúdo útil para o público visado
Ser atualizado frequentemente
A “cara” do seu blog não é tão importante quanto o conteúdo que você colocará nele, mas dependendo do seu público ela pode ser também um requisito. Há muitos layouts disponíveis e você pode escolher aquele que julgar mais adequado. Vamos então nos ater ao conteúdo e ao pressuposto de que você quer dar um “uso pedagógico” ao seu blog.
Um blog com fins pedagógicos é um blog destinado a algum propósito educacional. Então, o primeiro passo a ser dado é definir o objetivo do seu blog e você pode dar esse passo respondendo a seguinte pergunta: quem vier ao meu blog poderá aprender sobre…
Esse blog aqui, por exemplo, “Professor Digital”, é um edublog que tem como objetivo fornecer reflexões, dicas, sugestões e materiais de consulta sobre o uso pedagógico das TICs. Mas eu também tenho um outro blog onde o objetivo é discutir a Educação de forma mais geral, outro onde discuto assuntos relativos à física e, ainda, um outro onde simplesmente faço um diário de reflexões sobre minha escola. Cada um deles tem um objetivo diferente e, por isso mesmo, são blogs diferentes. Um professor de história pode criar um blog com o objetivo de fornecer material extracurricular de história para seus alunos, ou pode querer criar um onde apresentará e discutirá situações da atualidade, ou ambos; um professor de matemática pode criar um blog para ensinar matemática, ou para contar a história da matemática e contextualizar suas aulas, etc. Se o objetivo é promover de alguma forma a melhoria da Educação, então teremos um blog com finalidade educacional, isto é, um edublog; o assunto em si pode variar imensamente mas é importante entender que edublogs são blogs focados na educação.
(...)

Blog de conteúdo curricular: muitos professores usam seus blogs para publicar os conteúdos curriculares de suas aulas e permitirem que seus alunos os consultem pela Internet. Com isso os alunos podem acessar textos, filmes, músicas, simulações, animações e outros materiais usados em classe ou sugeridos como materiais extras;
Blog de apoio às atividades de classe: os blogs podem servir como meios auxiliares de se “deixar tarefas” ou de se “receber tarefas”. Por exemplo, você pode publicar uma poesia e pedir aos seus alunos que “comentem a poesia”, como faria em sala de aula com textos impressos, a única diferença é que esses comentários ficam publicados no seu blog;
Blog de registro de projeto: você pode usar blogs para registrar o andamento de um projeto, por exemplo, onde além de você os grupos de alunos que participam do projeto também podem escrever no blog (ou por meio de comentários ou publicando textos, eles mesmos). Imagine por exemplo que sua escola participe de um projeto de reciclagem, todas as atividades do projeto, desde as reuniões iniciais até o os resultados finais, podem ser documentas de forma bem rica (usando imagens, textos, filmes, depoimentos gravados, etc.) no blog;
Blog da escola: uma escola pode (e realmente deve) possuir um site ou um blog (que é bem mais simples) onde publique as notícias, eventos, avisos, comunicados, horários, dados dos professores e da escola, etc., a fim de facilitar sua comunicação com a comunidade. Muitas escolas já possuem blogs e os utiliza como uma forma de prestar contas à comunidade e de informar melhor suas ações;
Blog da disciplina: como a atualização de um blog requer que seu autor (ou autores) publique novas matérias regularmente, em algumas escolas os professores de uma dada disciplina se unem e mantêm um blog para a disciplina toda. Nesse blog se podem publicar dicas para os alunos, materiais extras, datas de provas, provas resolvidas, listas de exercícios, etc.
É claro que um único blog pode servir para várias dessas finalidades (e outras ainda), mas tenha em mente que quanto mais “confuso” e “desfocado” for o seu blog, mais dificilmente ele será útil ou despertará a atenção do seu público alvo.
Etiquetas: , , , , ,

Tecnologias para a Educação Especial

Interfaces para a Educação Especial

Ao analisar algum software dito para educação especial podemos observar que alguns não respeitam as especificidades de seu público-alvo e não fazem uso de recursos que poderiam diminuir a diferença do interface homem-máquina.

Para a utilização de software com portadores de alguma deficiência ou dificuldade devemos, antes, verificar quais as necessidades do sujeito e avaliar quais as preferências deste quanto a um ou outro sistema de representação para comunicação para, depois, escolher um software.

Para a construcção de um software para educação especial devemos, antes de tudo, ter atenção na formação da equipe multidisciplinar que fornecerá as directrizes básicas para este devendo fazer parte desta, além de programadores, especialistas como psicólogos, terapeutas ocupacionais, professores, e outros, conforme o caso.
fonhttp://student.dei.uc.pt/~asilva/te

Continua materia na proxima postagem com dicas como lidar com cada deficiê.ncia

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O verdadeiro amigo do homem

GAZETA DO POVO/VIVER BEM








Os benefícios físicos e psicológicos da equoterapia

Há quatro anos, terças e quintas são dias especiais para Bianca Gonçalvez Ribas, 16 anos. Ao acordar, ela já tenta descobrir como está o tempo. A menos que esteja chovendo, a mãe de Luciana a coloca na cadeira de rodas e as duas seguem para o Centro de Equo­­­terapia Andaluz. Duas horas e dois ônibus depois, é fácil perceber que a espera valeu a pena. Ao subir no cavalo, Bianca se sente livre e radiante, resultado dos 30 minutos que passa sobre o amigo equino. “Desde a primeira vez ela já ficou encantada, e comenta sempre sobre a sensação de liberdade que sente no cavalo. Ela pratica desde os 12 anos, mas toda vez é como se fosse a primeira”, conta a mãe.

Bianca chegou à equoterapia pela indicação de um neuropediatra. Prematura, a menina teve paralisia cerebral ao nascer. Apesar de também ter sessões de fisioterapia tradicional e de jogar bocha (como terapia), é na equoterapia que a menina tem os maiores ganhos. “Ela melhorou a postura e o equilíbrio do tronco. A autoestima aumentou muito também”, diz Luciana.

A equoterapia é um meio de reabilitação, com diversos benefícios físicos e psicológicos. A fisioterapeuta Ana Carolina Pereira Matos, coordenadora do Centro de Equoterapia Andaluz, explica que o cavalo se assemelha ao homem pelo movimento que faz enquanto anda e por isso a terapia acaba ajudando crianças e adultos com dificuldades motoras, que precisam de melhor equilíbrio, postura e controle do corpo. Os ganhos não param por aí. “Quando uma criança sobe em um cavalo, que é um animal grande e poderoso, ela se sente poderosa também. A terapia também acaba melhorando o convívio social, a comunicação, a atenção, a memória e a concentração”, explica. A equoterapia também costuma ser indicada para crianças com problemas psicológicos ou de comportamento.

“Quando uma criança começa a terapia, ela tem de obedecer as regras e os limites, além de ter a rotina. Se uma criança é agitada, não consegue ficar na mesma atividade por muito tempo, ou perde a atenção na sala de aula. A equoterapia pode ajudá-la organizando o seu desenvolvimento”, explica o fisioterapeuta Ênio Funchal, professor na área de Neuropediatria da PUCPR.

Serviços

Conheça três das principais divisões da equoterapia:

Hipoterapia

Indicada as pessoas portadoras de necessidades especiais, é um meio de reabilitação física e psíquica, utilizando os vários estímulos dados pelo cavalo em conjunto com técnicas específicas da fisioterapia e equitação.

Equitação terapêutica

Indicado para praticantes que têm independência para manter-se sobre o cavalo com o objetivo de estimular a organização espacial, sociabilização, linguagem e aprendizagem.

Pré-esportivo

Inclui os primeiros contatos, os cuidados preliminares, a montaria e o manuseio final, desenvolvem ainda novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima.

Serviço

Centro de Equoterapia Andaluz, na Sociedade Hípica Paranaense, BR 116 Km 93, 5.861, Tarumã, fone (41) 3027-1666 begin_of_the_skype_highlighting (41) 3027-1666 end_of_the_skype_highlighting.

Horse Place, R. Miguel Fillus, 88, Jardim Bom Pastor, Campo Magro, fone (41) 8413-0705 begin_of_the_skype_highlighting (41) 8413-0705 end_of_the_skype_highlighting, e e-mail riskallaf@hotmail.com.

Por dentro da terapia

A fisioterapeuta e psicomotricista relacional Fabiana Riskalla é coordenadora terapêutica dos programas de equoterapia do Horse Place. Ela esclarece dúvidas sobre a equoterapia.

> Quem é atendido – Bebês já podem praticar com indicação médica, mas o mais comum é iniciar a equoterapia a partir dos três anos. Adultos e idosos também podem praticar, cada um com um programa específico, de acordo com sua indicação, seja por um quadro neurológico, ortopédico, por lesão medular, síndromes, transtornos invasivos ou intelectuais, questões emocionais ou outros.

> As sessões – As atividades variam de acordo com o objetivo e planejamento específicos de cada praticante, que pode participar da escovação e da alimentação do cavalo. O programa de montaria pode envolver atividades de coordenação, equilíbrio, correção postural, integração sensorial, cognitivas, comportamentais, de comunicação e de socialização. Ao final é feita a despedida entre o praticante e o cavalo, o que também estimula o afeto com o animal.

Guerreiros!!!Gritem,deixem marcas,registrem,opinem!Já.

Que video!Maravilha.Divulguem,reflitam.
Parabéns participantes,que texto critico,contagiante,expressivo co humor mas pura realidade.
Assistam !!!

Como lidamos com a diferença - parte 2

Faça curso de técnicas de redação jornalística no RJ


Faça curso de técnicas de redação jornalística no RJ

Texto Priscila Sampaio

Começa dia 27 de setembro o curso avançado de Técnica de Redação Jornalística. O objetivo é suprir a necessidade de blogueiros, profissionais liberais, colunistas, na construção de textos informativos e coerentes. O curso é voltado, também, às pessoas com deficiência.
Para aqueles que possuem deficiência visual, será disponibilizado material em braille e para quem possui deficiência auditiva, poderá contar com um intérprete de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) durante as aulas, que serão ministradas pela jornalista Sandra Balbino.
Sandra trabalhou por quase 15 anos no antigo Jornal do POVO, no Rio de Janeiro. Ela teve um problema na audição e hoje usa prótese. No ano passado ela sofreu um deslocamento da retina, que resultou na perda da visão do olho direito e comprometeu o da esquerda. Mas sua vocação para a vida de jornalista não ficou no escuro, fez sua reabilitação no Instituto Benjamim Constante e regressou no mercado de trabalho. Atualmente é repórter da revista Sentidos, produz jornais para políticos e leciona aulas sobre comunicação.

Técnica de Redação Jornalística
Local: Instituto de Gestão e Comunicação - IGEC
Rua Buenos Aires, 90/4 andar
Centro
Rio de Janeiro - RJ
Início: 27/09/2010 Duração: 60 horasHorário: Segunda e quarta-feira, das 19h às 22 h.
Forma de pagamento: Taxa de matrícula: R$ 20
Mais 3 X R$ 250,00
Informações: (21) 2543-3491

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Música, arte e poesia marcam evento de inclusão digital

Oficinas e palestras sobre criação de blogs e colaboração através da internet auxiliam a inserir Alagoas no Mapa do desenvolvimento digital

Ascom

Atrações musicais, videoarte e momento de poesias com o Papel no Varal vão marcar o lançamento do portal DeRepente, que acontece amanhã (16) no Espaço Linda Mascarenhas. O evento faz parte do programa Alagoas no Mapa, e tem como foco incentivar a inclusão digital e a difusão do conhecimento no Estado.

O evento também pode ser acompanhado de casa, de qualquer lugar do Brasil, através do portal www.derepente.org ou através do twitter @derepente_al. O ambiente também está aparelhado com rede wi-fi, facilitando a vida do usuário que levar seu notebook.

Os shows vão encerrar as atividades, que começam às 15h e se estendem até às 22h. O som instrumental post-rock do Projeto Sonho, o Dj Fritz e o RapRepente com o grupo Guerreiros Quilombolas em duelo com o repentista João de Lima prometem agitar a noite. Além dessas atrações, o ambiente contará com efeitos de artes visuais, através das Saudáveis Projeções Subversivas.

Oficinas e palestras

As oficinas terão início às 15h e serão ministradas por Pedro Markun e Daniela Silva, do Laboratório Brasileiro de Cultura Digital de São Paulo e a blogueira Kaka Marinho. Os participantes irão aprender a publicar informações sobre Alagoas, através da criação de um blog, a publicar conteúdos multimídia na Wikipedia e colaborar com informações no Wikitravel e no OpenStreet Maps.

As palestras “Construindo uma cultura da colaboração digital em Alagoas”, ministrada por Pedro Markun, e “Como podemos colocar Alagoas no Mapa”, por Thiago Ávila, coordenador do programa Alagoas no Mapa também fazem parte do evento.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Cadeirante ganha casa nova e adaptada no Sonhar Mais Um Sonho

Após um acidente de moto, Jaqueline Monteiro ficou paraplégica. Mas, mesmo com as dificuldades, ela se tornou uma para atleta e é vice-campeã de SP no arremesso de dardos. Veja a casa nova e adaptada aos problemas de locomoção que Jaqueline e sua mãe ganharam do Programa do Gugu!


Clique aqui para ver o video>
http://entretenimento.r7.com/videos/cadeirante-ganha-casa-nova-e-adaptada-no-sonhar-mais-um-sonho-/idmedia/911052c0053e4ec183719b4c51cd6606.html

domingo, 12 de setembro de 2010

Conheça tecnologias para facilitar o acesso à informática

Conheça tecnologias para facilitar o acesso à informática

Apesar de o País ter 25 milhões de pessoas com deficiência, software para acessibilidade são raros e caros. Mas há soluções gratuitas feitas por aqui.


www escrito em três cubos
Apesar de quase 25 milhões de brasileiros, segundo oIBGESite externo., possuírem algum tipo de deficiência, a sociedade ainda se mantêm cega a essas pessoas. Priscilla Selares, de 28 anos, advogada e coordenadora do setor jurídico do Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa com Deficiência (IBDD)Site externo., é deficiente visual desde os 18 anos, quando um acidente vascular cerebral (AVC) deixou-a com apenas 5% da visão no olho esquerdo e cega do direito. Para ela, essa invisibilidade imposta aos deficientes é perigosa. “De tanto ouvir ‘não’, você acaba achando que é impossível ter uma vida normal. Se tivesse acreditado nisso, hoje não estaria exercendo a minha profissão”, conta.
A exclusão também se manifesta no acesso à Internet. De acordo com o Censo na Web, pesquisa do Comitê Gestor da InternetSite externo., 98% dos sites do governo não adotam padrões de acessibilidade. De acordo com a ONU, em países em desenvolvimento, as pessoas com deficiência representam cerca de 10% da população. Isso significa que os sites de interesse público estão de portas fechadas para um décimo dos brasileiros.

Vagner Dinis, responsável pelo censo, explica que as barreiras não são de ordem tecnológica, mas de tomada de consciência. “É muito fácil fazer um site adequado aos padrões de acessibilidade, sem custo adicional”, diz. São mudanças simples, como uma configuração de recursos de navegação pelo teclado ou uma codificação da página e inserção de descrições das imagens para deficientes visuais, e até mesmo um aumento no contraste de gráficos para atender ao daltônico, que não é capaz de diferenciar certas cores.

Mesmo com essas opções, a inclusão não é fácil. “As empresas acham que um deficiente dá trabalho e representa gastos. Há uma grande resistência”, explica Teresa Costa d'Amaral, Superintendente do IBDD e autora da lei federal 7.853/89, que trata dos direitos da pessoa com deficiência e criminaliza o preconceito. “Dos 40 mil com currículos cadastrados, conseguimos empregar apenas 73 nos últimos seis meses”, lamenta.

A falta de acesso às tecnologias assistivas perpetuam um círculo vicioso que condena os deficientes à invisibilidade. Sem elas, é difícil obter informação, educação e trabalho. Desempregadas, as pessoas com deficiência não formam um mercado consumidor vigoroso capaz de sustentar esta indústria tecnológica. As tecnologias assistivas são, portanto, uma necessidade. Elas aumentam a qualidade de vida e abrem caminhos que, de outra forma, estariam fechados para as pessoas com deficiência.
Programas especiais
Tecnologias para pessoas com deficiência que aumentam o acesso democrático à informação não faltam. Antônio Borges, engenheiro de sistemas e responsável pelos projetos de acessibilidade do Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJSite externo., criou vários software para deficientes. ODosvoxSite externo., sintetizador de voz que narra os comandos de vários aplicativos, é gratuito e é usado por mais de 30 mil deficientes visuais. “Um cego que que saiba usar bem o programa pode mais ser rápido no computador que alguém que use um sistema operacional convencional, já que o mouse torna o usuário mais lento”, acredita o engenheiro. Já o Motrix, para pessoas sem movimento nas mãos, mas com a fala preservada, já foi baixado na Internet por 2 mil usuários, o que é considerado um sucesso.

Contudo, nem todas as tecnologias assistivas são gratuitas. Algumas podem atingir preços exorbitantes, como o Jaws, leitor de tela para cegos, que custa de R$ 2.700 a R$ 4 mil, e o Magic, que amplia os conteúdos exibidos e é usado por pessoas com capacidade reduzida de visão, que custa entre R$ 1.100 e R$ 1.500. Programa similar para celulares, o Talks é muito usado por deficientes visuais e custa em torno de R$ 700. Além de caros, os programas são difíceis de encontrar no mercado.

Ler para animais faz crianças melhorarem o aprendizado

Ler para animais faz crianças melhorarem o aprendizado


Por Lisa Poiss
Tradução por Giovanna Chinellato (da Redação)

Quando criança, eu contava história para o cão da família debaixo da mesa de jantar. Não tenho certeza de se Tuffy gostava disso, mas certamente melhorei muito minha capacidade imaginativa… alguém até consideraria esse o caminho para uma carreira de escritor. Uma pesquisa recente apoia essa teoria: o estudo da Universidade da Califórnia-Davis mostra que as crianças que leem em voz alta para seus animais melhoram as habilidades de leitura. Os participantes do estudo que leram em voz alta para cães durante o programa de dez semanas melhoraram sua leitura em 12%, deixando as crianças sem cães na mesma, sem melhoras.

O segredo do sucesso? A prática- e a falta de vergonha em entrar na história. “As crianças precisam praticar, praticar e praticar para serem boas leitoras”, explica Francine Alexander, chefe acadêmica dos livros infantis Scholastic. “E mesmo quando você está praticando, caso erre, pode se sentir desconfortável. Mas se você pratica com um cão, não se importa de errar.”

Na verdade, bibliotecas como a de Nova Iorque têm combinado com sucesso crianças, cães e livros. Também em Nova Iorque, a organização de doação de animais e organização de proteção de Bideawee, tem o projeto Reading to Dogs (Lendo para Cães) que resulta em leituras melhores, diminui faltas na escola, melhora a freqüência (inclusive tarefas) e melhora a confiança dos alunos. Aliás, até adultos têm produtividade maior com cães no escritório. Parece que descobriu-se uma maneira de melhorar a performance e satisfação na escola, trabalho e em casa- meu rabinho está abanando só de pensar nisso.

Com informações da Animals Change

Tecnologia na Educação a Distância

Tecnologia na Educação

tecnologia na escola

sábado, 11 de setembro de 2010

Livro Falado - Audioteca UCB

Daisy

CONVULSÕES, DESMAIOS E TONTURAS.

CONVULSÕES, DESMAIOS E TONTURAS.

Desde que comecei a trabalhar com o Reequilíbrio Corporal Consciente,
tenho observado uma característica comum em pessoas com problemas
relacionados a convulsões, desmaios, tonturas e labirintites:
Todos os pacientes reagiram positivamente na redução e eliminação dos
sintomas após a liberação das tensões no pescoço.

Inclusive, quando se intervém no início do sintoma, a convulsão não
continua, conforme relata a esposa de um paciente que aprendeu e aplica
nossa técnica em seu marido que tem 35 anos e sofre de convulsões desde os
22.
Quando iniciou o tratamento as convulsões por vezes o deixavam até 40
minutos inconsciente. Após 4,5 anos de tratamento, os sintomas reduziram
aproximadamente 60%. Um ecodoppler mostrou a redução do calibre da artéria
que passa pelo pescoço e leva sangue ao cérebro.

Além desse caso, atendi três adolescentes do sexo feminino, com idades de
16, 17 e 19 anos que sofriam com desmaios provenientes de tensão no
pescoço.
Também atendemos várias pessoas de ambos os sexos, com idades entre 25 e
89 anos que nos procuraram para tratar de labirintite e tontura.
Nestes casos, os sintomas aconteciam em momentos de tensão ou ao olhar
para cima ou virar a cabeça para o lado.
Estes movimentos causam a compressão de nervos no pescoço e provocam o
estreitamento das artérias diminuindo a oxigenação do cérebro.

Nossa conduta terapêutica que utiliza terapia manual e cinesioterapia, tem
conquistado resultados muito promissores no tratamento destes
desequilíbrios.

Saiba mais sobre esse e outros artigos clicando no link abaixo:

http://www.vivasemdor.com/novo/artigos

Ou visitando nosso site:

www.vivasemdor.com

Clinica de Fisioterapia
VIVA SEM DOR
Reequilíbrio Corporal Consciente

Tels: (27) 3031-8419 begin_of_the_skype_highlighting (27) 3031-8419 end_of_the_skype_highlighting / (27) 3229-6540begin_of_the_skype_highlighting (27) 3229-6540 end_of_the_skype_highlighting

14.08.07 Tudo a ver -basquete cadeira de rodas Parapan

CELEBRANDO TEREZA!!!

DETERMINAÇÃO,
CORAGEM
DESPIDOS DO EGO,DA VAIDADE HUMANA MESQUINHA
QUE ENVAIDECE APRISIONA
LIVRES DOS SENTIMENTOS EFÊMEROS
GRANDES NA SOLIDARIEDADE,NA AÇÃO DO QUE O PROSELITISMO
FORAM NOSSOS AMADOS:
FRANCISCO
GANDHI
TERESA....

FORÇA GUERREIROS DA VIDA!
TROTEMOS
CAMINHEMOS
USEMOS BENGALAS....

ENFIM ,NUNCA DESISTAMOS, PARA QUE O QUE VIEMOS FAZER NA TERRA!
NÃO DETENHAS!VIVA!

SÓ PARA MULHERES FENOMENAIS


Tem sempre presente que a pele se enruga, o cabelo
embranquece, os dias convertem-se em anos…
Mas o que é mais importante não muda;
A tua força e convicção não têm idade.
O teu espírito é como qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.
Enquanto estiveres viva, sente-te viva.
Se sentes saudades do que fazias, volta a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amarelecidas…
Continua, quando todos esperam que desistas.
Não deixes que enferruje o ferro que existe em ti.
Faz com que em vez de pena, te tenham respeito.
Quando não conseguires correr através dos anos,
Trota
Quando não consigas trotar, caminha.
Quando não consigas caminhar, usa uma bengala.
Mas nunca te detenhas!!!.

Madre Teresa de Calcutá

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Palmiber

"O Projecto PALMIBER tem como objectivo principal a concepção e produção de um número limitado de veículos potenciadores da mobilidade independente, através de actividades lúdicas, a crianças com disfunções neuromotoras graves entre os 3 e os 10 anos de idade. O Palmiber surge na continuação do Projecto PALMA (Plataforma de Apoio Lúdico à Mobilidade Aumentativa) do Programa Iberoamericano para a Cooperação e Desenvolvimento CYTED, onde se desenvolveu um protótipo de características inovadoras e que foi testado com assinalável sucesso no Centro de Reabilitação de Paralisia Cerebral Calouste Gulbenkian em Lisboa. Insere-se, também, num Projecto mais alargado do Programa de Cooperação Iberoamericano IBEROEKA, que permitirá a internacionalização destes protótipos em Espanha e restantes países da Região Iberoamericana."

Fonte: Centimfe

Palmiber

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O Silêncio da Alma.


Leia com a alma esse texto e deixe-se imantar pelo AMOR UNIVERSAL.
Ele te fará ascender no processo evolutivo da Terra,tornará um SER melhor para um MUNDO MELHOR.
OLHARÁ para as DIVERSIDADES com outro OLHAR,MULTIPLICANDO este OLHAR!!!

VER e SILENCIAR
SENTIR E SER,
PROPAGAR...

Clara-Clarissíma


O SILÊNCIO DA ALMA


Lembre-se: os silêncios mantêm os segredos, portanto, o som mais doce é o som do silêncio. Essa é a canção da alma.
Alguns escutam o silêncio na oração, outros cantam a canção em seu trabalho, alguns procuram os segredos na contemplação tranqüila. Quando se alcança a maestria, os sons do mundo se apagam, as distrações se aquietam.
Toda a vida se transforma em meditação.
Tudo na vida é uma meditação na qual se pode contemplar o Divino e vivendo dessa forma, aprendemos que tudo na vida é bênção. Já não há luta, nem dor, nem preocupação.
Só há experiência.
Respira em cada flor, voa com cada pássaro, encontra beleza e sabedoria em tudo, já que a sabedoria está em todos os lugares onde se forma a beleza.
E a beleza se forma em todas as partes, não há que procurá-la, porque ela virá a ti. Quando ages nesse estado, transformas tudo o que fazes numa meditação e assim, num dom, num oferecimento de ti para tua alma e de tua alma para o Todo.
Ao lavar os pratos desfruta do calor da água que acaricia tuas mãos.
Ao preparar a ceia sinta o amor do universo que te trouxe esse alimento e, como um presente teu ao preparar essa comida, derrama nela todo o amor de teu ser.
Ao respirar, respira longa e profundamente, respira lenta e suavemente, respira a suave e doce simplicidade da vida, tão plena de energia, tão plena de amor.
É amor de Deus o que estás respirando....
Respira profundamente e poderás senti-lo.
Respira muito, muito profundamente e o amor te fará chorar... de alegria.
Porque conheceste teu Deus e teu Deus te presenteou com tua alma.
Faz da tua vida e de todos os acontecimentos
Caminha na vigília, não adormecido.
Sempre és Um com Deus, sempre és bem-vindo à casa.
Porque teu lar é Meu coração e o Meu é o teu.

< strong>Neale Donald Walsch
Fonte: http://www.terceirarevelacao.net





Com 70 centímetros, colombiano é o homem mais baixo do mundo

G1/SÃO PAULO
Edward Hernández vai aparecer na edição 2011.
Ex-recordista, chinês He Pingping morreu em março.





O colombiano Edward Nino Hernández, de 24 anos, que mede 70 centímetros, foi reconhecido pelo Guinnes, livro dos recordes, como o homem mais baixo do mundo. Hernández vai aparecer na edição 2011 do livro. O chinês He Pingping, que era considerado o homem mais baixo do mundo, morreu em março deste ano aos 21 anos de idade.

sábado, 4 de setembro de 2010

Usuários do Orkut reclamam de mudanças

Vinicius Aguiari, de INFO Online


SÃO PAULO - Cada vez mais o Orkut tem tentado se sofisticar a fim de evitar uma diáspora de seus usuários para o concorrente Facebook. Porém, a série de mudanças implantadas recentemente na rede de relacionamentos do Google tem dividido os usuários em dois grupos: os que aprovam e os que desaprovam as novidades.
No fórum de discussão dos usuários na web as conversas estão acaloradas. A resposta mais votada pelos participantes desaprova a direção que o Orkut tem tomado.
“Fotos pequenas, página inicial ‘poluída’, dificuldade em encontrar informações sobre o perfil. Enfim, todas essas novidades só fizeram desagradar porque foram implementadas de surpresa, sem consultar ninguém”, publica um usuário. A resposta contou com 83 aprovações contra 10 reprovações.
Outra reclamação frequente dos usuários é o desaparecimento da seção que informava as bandas, filmes e livros preferidos no perfil do usuário e a ocultação dos depoimentos na versão atual do Orkut.
Por outro lado, alguns usuários aprovaram a inserção da função Grupos de Amigos, porém, reclamam da dificuldade para operá-la.

REHACARE 2009: Impressionen von der REHACARE Düsseldorf

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

DEFCIÊNCIA FISÍCA

Para possibilitar o acesso de pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida à escola, deve-se eliminar barreiras arquitetônicas e propiciar recursos adaptados para sua efetiva participação.
O decreto federal nº 5.296 define deficiência física, em seu artigo 4º, como:
“Alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando
o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que
não produzam dificuldades para o desempenho de funções.”
Embora este conceito defina um grande número de patologias, na escola é mais comum encontrarmos alunos com paralisia cerebral, ausência de membros e deformidades congênitas ou adquiridas, que resultam em alterações motoras, como: ausência ou dificuldade do caminhar, do equilíbrio e da coordenação motora.
.
Postado por Sergio Henrique
blog ACESSIBILIDADE




!


.





quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ATAQUE AO PRECONCEITO EM UNIVERSIDADE



" PROJETO PESSOAS QUE EDUCAM PELO EXEMPLO" Parabéns!!!