domingo, 11 de agosto de 2013

Meus banheiros preferidos. Parque da Luz. Local lindíssimo que deve ser visitado muitas vezes. Mas o banheiro...














Pinacoteca do Estado. Já fui dezenas de vezes. Mas, o banheiro não segue a norma técnica. Não dá para fazer o giro com a cadeira de rodas.















Macdonald's da Rua Xavier de Toledo. O que será que tem atrás dessa portinha??














Ah!! O melhor banheiro já visitado. Conjunto Nacional na Av. Paulista. Limpíssimo, espaçoso, sabonete espuma, papeis a vontade, e sobretudo, espelhos enormes. Pena que fica no porão ao lado do depósito de lixo...




























Fotos do banheiro do setor de Seating da AACD, justamente onde são atendidas pessoas que utilizam cadeiras de rodas. Notem que a lixeira é acionada por pedal!! E o espelho, só para quem fica de pé.











Estas são do SESC Bom Retiro. É bem apertadinho. Tem que ser bom de manobra. Sugiro que entre de ré. Aliás, esse SESC todo é apertadinho. Ainda se fosse na Liberdade...















Banheiro público do Terminal Ana Rosa de ônibus, Bairro Paraíso. Bem melhor do que imaginava para um banheiro público. Aprendi que vários banheiros públicos são bons. A quantidade é que é o problema. São pouquíssimos.














Sou um frequentador assíduo e contumaz de bibliotecas. Felizmente tenho encontrado bons banheiros. Este é da Biblioteca Monteiro Lobado, Vila Buarque. Uma ótima Biblioteca infantil! Talvez você não consiga chegar ao primeiro andar. Na maior parte das vezes que vou lá o elevador está quebrado. Já reclamei formal e informalmente.










Banheiro do Centro de Formação Celso Daniel, ao lado do, glorioso, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Um banheiro bom, espaçoso, com o espelho colocado de maneira correta, mas também depósito de material de limpeza. Sem problemas. Aprendi a conviver com isso.













Banheiro do Centro Cultural do Banco do Brasil. Ótimo! É também fraldário. Uma solução interessante.













Banheiro do Cine Unibanco da Rua Augusta. Quando entrei o espelho imediatamente lembrou de mim.










Banheiro da Estação Sé do Metrô. Movimentadíssimo! Mau cheiroso. Sem problemas.
Em muitos banheiros públicos ficam funcionários o tempo todo limpando e cedendo papel toalha e higiênico. Profissão ingrata.











Galeria Ita na Rua Barão de Itapetininga no Centro de São Paulo. Um achado. Banheiro ótimo, sempre bem limpinho. Fica trancado. Tem que pedir para o porteiro que é sempre muito gentil.



















Instituto Moreira Salles. Rua Piaui, 844. Um banheiro chic. O box acessível fica junto aos outros boxes. É ruim porque a pia fica fora do box, e se é necessário alguma higienização tem que ser feita no espaço comum. Não gosto que vejam o meu litrinho.













Livraria Paulinas. Rua Domingos de Moraes 660, Vila Mariana. Um bom banheiro. A lixeira tão grande acaba atrapalhando.














Metrô República. O Metrô é o meio de transporte mais acessível de São Paulo e ainda tem banheiro em algumas estações. Os usuários mais antigos dizem que anos atrás muitas mais estações tinham banheiros. Foram, infelizmente, desativados.
















Museu de Arte de São Paulo MASP. Inebriado por Michelangelo nem lembrava o que tinha ido fazer no banheiro.
(Um observador atento notará meu litrinho sobre a pia).















Banheiro do Parque Buenos Aires, Av. Higienópolis, 1500. Simpático, mas muito pequeno. Frequentado pela burguesia local e seus cachorros. Li no jornal que no shopping próximo haverá mostra de fantasias de carnaval para cachorros!!











Parque Mário Covas. Av. Paulista, 1853. Localização Estratégica.
Um bom banheiro em um local muito aprazível. Visite esse parque.















Posto de Saúde, SUS, da Rua Martins Fontes. Difícil dar a descarga.











SESC Pompéia. Rua Clélia 93.
Muito apertado. Fora dos padrões. Tive que rebolar.















Santa Casa de Misericórdia, Bairro Santa Cecília.
Muito bom, mas com lixeira de pedal.














SORRI Brasil. Espaçoso, mas com lixeira de pedal e uma barra de apoio duvidosa. Tem um espelhão!














Há um padrão nos Terminais de Ônibus. São bons. Mas, a lixeirinha de pedal.
Sem espelho. Detesto banheiros sem espelho. Acabo não vendo o melhor!















Tivoli Hotel. Al. Santos, 1437, Cerqueira César. Um Hotel chiquissímo, mas o banheiro acessível fica quase do lado de fora, junto à área de serviço.




















Fapcom - Faculdade Paulus de Comunicação. Rua Major Maragliano, 191 Vila Mariana SP. 04017-030.
É uma construção bastante moderna com um nível de acessíbilidade bastante bom. MENOS AO PALCO!




















Outlet de alimentação na Rua Maria Paula, pertinho do Mackenzie. Tive que pedir para um segurança abrir, que passou um rádio para outro segurança, que foi buscar a chave com outro...




















Hotel San Raphael, Largo do Arouche. Pequenininho, mas quebra um galho para quem está no Centro. Os porteiros são gentis e atenciosos. Deficientes têm acesso livre a qualquer lugar.










Padaria Inca em São Bernardo do Campo, Bairro Rudge Ramos, perto da Universidade Metodista. Morei um tempo pertinho. A panqueca é ótima!
Desta feita a foto foi tirada pela Roberta.















Este é pitoresco. Shopping Lighit. Tem de tudo, gente tomando banho na torneira, gays procurando aventuras... Mesmo sendo um banheiro pago, R$ 1,00, cheira mal.
Deficiente não paga.
A tampa do vaso para deficientes é assustativa!














Este eu simplesmente não lembro onde é... Será que de algum bar onde me embriaguei?








Um comentário:

Malu Silva disse...

Há lugares que vale mencionarmos. Muitos espaços estão se adaptando às necessidades dos portadores de necessidades espaciais enquanto outros nem se mexem... Um abraço